Figos e os hábitos de verão

Ao longo dos anos tenho vindo a fotografar, quase sempre durante o verão, alguidares cheios de figos, que devoro. Este ano não foi excepção. Dos dias de férias fartei-me de comer figos frescos. E ainda trouxe comigo um queijo de figo da Quinta dos Avós.

Ironia do destino, os figos secos estiveram esgotados na loja até ontem. (Não esquecer: no próximo ano trago um carregamento do Algarve.) Por isso, não houve envios da granola de figos e amêndoas. Enquanto esperava que chegassem os primeiros da nova estação, pus-me a ler sobre este fruto. Pesquisei algumas receitas e foi, com algum agrado, que vi desde bolos, tartes, os já conhecidos queijos de figo, figos cheios (ADORO!), compota de figos secos e morgados, em muitos blogs e plataformas. Mas o que mais me chamou a atenção foram os pratos salgados com figos. Nem sei como mas nunca fiz nada do género.

Então fui perguntar nas stories e no facebook por sugestões. Houve quem referisse a combinação de carne de porco com figos ou tagine marroquina com frutos secos. Mas a maior parte, disse que comia figos secos em pratos doces ou ao natural, como sobremesa ou petiscos a meio do dia. Fiquei a pensar na tagine. Há pouco tempo, fui a um restaurante marroquino, pela primeira vez, e pedi uma tagine de vegetais e trazia passas de ameixa. Resultava muito bem, aposto que um estufado de legumes com os figos também resulta.

Claro que os figos também me remetem logo para a doçaria. Tanto que, nos primeiros dias após as férias, passeava pelo Campo Mártires da Pátria, parei e fui comer um gelado à Mu. Qual foi o gelado que pedi? Isso, de figos. Não fui a tempo de fotografar mas sabia mesmo MESMO a figos frescos. Para quem é tão apreciador como eu, recomendo.

Ainda a propósito dos morgados e da doçaria, há um canal no youtube sobre a doçaria portuguesa, chama-se No Ponto, e um dos episódios é sobre o morgado de Silves. Acabei de descobrir que não há só um canal como dois livros.

Entretanto, fui pesquisei no meu flickr por ‘figos’ e relembrei de todos os momentos em que fotografei este fruto maravilhoso. Deixo-vos aqui algumas fotos, dos últimos anos:

Figos a secarem e figos secos

Duas qualidade de figo a secarem, em Alcantarilha (2009)

figos

Esteiras com figos a secarem ao sol, Algarve (2012)

Os nossos figos secos são nacionais. Vêm directamente de Torres Novas para a cozinha doSEMENTE.

Figos secos de Torres Novas, quando criei a granola de figos com amêndoas (2013)

doSEMENTE | granola artesanal

Mais figos de Torres Novas (2014)

Queijo de figo.

Queijo de figo, doçaria algarvia, no mercado municipal de Silves (2015)

fazer pão blog

Pão com figos, que fizemos na doSEMENTE (2017)

em málaga comi figos

O primeiro figo das férias, em Málaga (2018)

figos e doçaria algarvia

Figos frescos em casa da minha mãe (2018)

figos e doçaria algarvia

Galinhas de figo, em Lagos (2018)

figos e doçaria algarvia

O queijo de figo da Quinta dos Avós (2018)

figos secos

Figos de Torres Novas acabados de chegar (2018)

Isto é uma paixão séria, já!

Na mercearia doSEMENTE também já há figos pretos de Torres Novas.

2 thoughts on “Figos e os hábitos de verão

  1. Silvia says:

    Olá
    Experimente fazer ervilhas com ovos ( costumo juntar tb paio de peru ) e coma junto alguns figos.. costumo abrir ao meio e por na borda do prato e vou comendo intercalado.. muito bom.. ; )

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *